Amplified Bible

2 Corinthians 3

Ministers of a New Covenant

1Are we starting to commend ourselves again? Or do we need, like some [false teachers], letters of recommendation to you or from you? [No!] You are our letter [of recommendation], written in our hearts, recognized and read by everyone. You show that you are a letter from Christ, delivered by us, written not with ink but with the Spirit of the living God, not on tablets of stone but on tablets of human hearts.

Such is the confidence and steadfast reliance and absolute trust that we have through Christ toward God. Not that we are sufficiently qualified in ourselves to claim anything as coming from us, but our sufficiency and qualifications come from God. He has qualified us [making us sufficient] as ministers of a new covenant [of salvation through Christ], not of the letter [of a written code] but of the Spirit; for the letter [of the Law] kills [by revealing sin and demanding obedience], but the Spirit gives life.

Now if the ministry of death, engraved in letters on stones [the covenant of the Law which led to death because of sin], came with such glory and splendor that the Israelites were not able to look steadily at the face of Moses because of its glory, [a brilliance] that was fading, how will the ministry of the Spirit [the new covenant which allows us to be Spirit-filled] fail to be even more glorious and splendid? For if the ministry that brings condemnation [the old covenant, the Law] has glory, how much more does glory overflow in the ministry that brings righteousness [the new covenant which declares believers free of guilt and sets them apart for God’s special purpose]! 10 Indeed, what had glory [the Law], in this case no longer has glory because of the glory that surpasses it [the gospel]. 11 For if that [Law] which fades away came with glory, how much more must that [gospel] which remains and is permanent abide in glory and splendor!

12 Since we have such a [glorious] hope and confident expectation, we speak with great courage, 13 and we are not like Moses, who used to put a veil over his face so that the Israelites would not gaze at the end of the glory which was fading away. 14 But [in fact] their minds were hardened [for they had lost the ability to understand]; for until this very day at the reading of the old covenant the same veil remains unlifted, because it is removed [only] in Christ. 15 But to this day whenever Moses is read, a veil [of blindness] lies over their heart; 16 but whenever a person turns [in repentance and faith] to the Lord, the veil is taken away. 17 Now the Lord is the Spirit, and where the Spirit of the Lord is, there is liberty [emancipation from bondage, true freedom]. 18 And we all, with unveiled face, continually seeing as in a mirror the glory of the Lord, are progressively being transformed into His image from [one degree of] glory to [even more] glory, which comes from the Lord, [who is] the Spirit.

Nova Versão Internacional

2 Coríntios 3

1Será que com isso estamos começando a nos recomendar a nós mesmos novamente? Será que precisamos, como alguns, de cartas de recomendação para vocês ou da parte de vocês? Vocês mesmos são a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos. Vocês demonstram que são uma carta de Cristo, resultado do nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de corações humanos.

Tal é a confiança que temos diante de Deus, por meio de Cristo. Não que possamos reivindicar qualquer coisa com base em nossos próprios méritos, mas a nossa capacidade vem de Deus. Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica.

A Glória da Nova Aliança

O ministério que trouxe a morte foi gravado com letras em pedras; mas esse ministério veio com tal glória que os israelitas não podiam fixar os olhos na face de Moisés, por causa do resplendor do seu rosto, ainda que desvanecente. Não será o ministério do Espírito ainda muito mais glorioso? Se era glorioso o ministério que trouxe condenação, quanto mais glorioso será o ministério que produz justificação! 10 Pois o que outrora foi glorioso, agora não tem glória, em comparação com a glória insuperável. 11 E se o que estava se desvanecendo se manifestou com glória, quanto maior será a glória do que permanece!

12 Portanto, visto que temos tal esperança, mostramos muita confiança. 13 Não somos como Moisés, que colocava um véu sobre a face para que os israelitas não contemplassem o resplendor que se desvanecia. 14 Na verdade a mente deles se fechou, pois até hoje o mesmo véu permanece quando é lida a antiga aliança. Não foi retirado, porque é somente em Cristo que ele é removido. 15 De fato, até o dia de hoje, quando Moisés é lido, um véu cobre os seus corações. 16 Mas quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado. 17 Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade. 18 E todos nós, que com a face descoberta contemplamos[a] a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito.

Notas al pie

  1. 3.18 Ou refletimos